terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Eu e o meu dedo mindinho…

Aí há dias eu falei sobre a minha pequena maré de azares e sobre a minha luta para superá-la. Efectivamente, não está a dar certo, daí também a recente falta de actualização deste estaminé.

Só para terem uma ideia, o ano começou há 20 dias atrás, e eu já fui às urgências do Hospital cerca de 4 vezes, ora por causa de acidentes graves com familiares chegados, ora por causa de mim mesmo. Digo “cerca de”, porque no mesmo dia cheguei a ir mais do que uma vez, mas pronto, vamos contar isto como apenas um dia e apenas uma vez. Em todo o caso, isso dá uma média de uma vez por semana!

Da última vez que lá fui, este Domingo (depois de lá ter ido ao Sábado por outros motivos), foi por causa do meu dedo mindinho. É verdade, exactamente o mesmo dedo mindinho que protagonizou esta história. Acreditem ou não, enfiei uma biqueirada forte como o caramba (para não usar uma palavra mais fálica) num armário, que até pensei que tinha partido o pé em três locais distintos. Felizmente não partiu nada, as únicas consequências foram um coxear digno do Corcunda de Notre Dame, uma dor constante e um pé inchado e uma nisca mais feio do que o costume.

Não tem sido fácil, não. O que vale é que agora tenho o Call of Duty 4 em casa, por isso… vou ali matar uma data de gente e já volto...

2 comentários:

Jordão 21/01/2009, 12:36:00  

Dasss

Eh ome que tal ir à bruxa, à mulher que lê o livro do Santo Cristo ou mesmo, em última instância, a uma psicóloga qualquer?!

O que vale é que as enfermeiras são simpáticas, lá na Urgência!

As melhoras!

paranoiasnfm 29/01/2009, 22:20:00  

Vê lá se não dás mais uma pancada na secretária quando matares alguém no Call of Duty :P

  © Blogger template 'Grease' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP