sábado, 7 de julho de 2007

O segredo do atalho

O comodismo é uma coisa que acho deveras engraçada, é sim senhor. Na minha opinião, existem três grandes tipos de comodismo:

a) O comodismo normal a que a vida moderna nos acostumou (comando de televisão, microondas, etc);

b) O comodismo irritante, tipo o gajo que empata o trânsito durante meia hora porque estacionou em cima do passeio para ir ao café;

c) E o comodismo doentio.

Deste último, apresento-vos desde já um exemplo prático. Atentem na seguinte foto tirada em Ponta Delgada, se fazem o obséquio:

Já atentaram? Óptimo. Como devem ter percebido, o caminho lógico a percorrer supostamente seria este, certo?

Mas as pessoas, espertas, logo perceberam: "Ena pá, ena pá! Consigo andar menos 2,4 centímetros e poupar 0,2 milésimos de segundo se cortar por aqui"... Pararam uns minutos e depois exclamaram em uníssono: "Ena pá, poxa!!"
E lá foram elas:

Moral da história, abriram um atalho por detrás do vaso que, acredito, até tem vindo a salvar muitos empregos. Aposto que há patrões por aí a dizer "Oh Zé, chiça, tu agora até chegas ao serviço primeiro do que eu?! Conheces algum atalho que eu não conheça?"
Ao que o Zé, contendo o riso, responde "Não chefe, não conheço" enquanto pisca o olho à Maria com quem partilha... o segredo do atalho!

3 comentários:

ticha 09/07/2007, 02:19:00  

Honestamente foi das tuas melhores postagens!!!!!!!! Fartei-me de rir! Só o trabalho dos pezinhos!!!! llllllloooooooooolllllll

Jorge 09/07/2007, 09:25:00  

LOL, isso é ao pé do jardim da zenite, não é?

Anónimo 17/07/2007, 09:48:00  

Seria importante verificar o comodismo académico: cantina-departamento de história e ciências sociais (+ de 1 ano= atalho produzido pela UA). Vergonhoso para a arquitectura urbana.

  © Blogger template 'Grease' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP